quinta-feira, 3 de julho de 2008

Planejamento Educacional


Historicamente, em nosso país, o planejamento educacional compôs uma forma de exercício do controle, por parte do Estado, sobre a educação, cujo ápice se observa durante o regime militar. Como forma de viabilizar o controle, o Estado desencadeia um processo de burocratização das instituições.
Seria possível pensar um planejamento educacional articulado, de fato, a princípios democráticos comprometidos com um projeto de educação emancipatório?Que pressupostos e métodos deveriam estar contidos nessa concepção?
Acredito que sim, e é importantíssimo que pensemos com clareza esse planejamento hoje, já que iremos escolher gestores municipais este ano.
O planejamento deverá ser visualizado em três níveis:
O planejamento no âmbito dos Sistemas e Redes de Ensino
O planejamento no âmbito da Unidade Escolar
O planejamento no âmbito do Ensino
No primeiro a responsabilidade recai, principalmente, nos ombros dos gestores públicos, e é sistematizado em leis e planos, referentes à educação. Dentre esses documentos ressaltamos a importância dos Planos Nacional, Estadual e Municipal de Educação.
No segundo nível o Projeto Político Pedagógico da escola será o principal documento e deverá ser administrado pelo gestor escolar, juntamente com a comunidade.
Já o planejamento no âmbito do ensino será de responsabilidade do professor, que deverá ter clareza em suas ações no processo de ensino-aprendizagem.
Quando conseguirmos alcançar o sucesso nesses níveis, provavelmente deixaremos de ser o país do amanhã para o sermos hoje.

Nenhum comentário: